terça-feira, 30 de março de 2010

Pedro Lima Verde


Nasceu na cidade de fortaleza (CE) em 30/11/1954, sendo filho do ex-deputado Péricles Gomes de Araújo e Maria Barreira Lima Verde de Araújo (escritora). Fez os primeiros estudos em Iguatu, terra natal de seus pais, onde viveu parte de sua infância e adolescência, deslocando-se depois para Fortaleza, Natal e Rio de Janeiro, onde concluiu a Escola de Teatro.

Após a conclusão dos estudos, ingressou no Teatro Profissional com o pseudônimo de PEDRO LIMA VERDE, passando em 1981 a residir em Curitiba e em seguida na cidade de São Paulo onde fez parte das 148 peças de sua carreira.

Em São Paulo conseguiu fazer o que mais o fascinava: Cinema. Trabalhou no filme “A ESTRELA NUA”, ao lado de Carla Camurati, Renata Sorrah e Ricardo Petraglia. E ainda no filme “AS PRIMAS” sob a direção de Jonh Herbert.

Costumeiramente regressava a Iguatu para rever familiares e amigos, conversando com perfeito domínio sobre as particularidades de sua carreira: Teatro e Cinema.

No Rio de Janeiro, em 1979, fez ao lado de Elke Maravilha a revista musical “O RIO DE CABO A RABO”, de Gugu Olmeicha. Atuou ainda em “LAÇOS”, “CORAÇÃO NÃO TOMA SOL” e em “TARÔ BUQUÊ”, nesta ultima recebendo o Premio FUNDACEM e o Premio Mambembe de melhor ator Coadjuvante.

Em Curitiba, com o Grupo Prisma fez “DOS SEIOS DESTA MÃE GENTIL”, participando com esta peça do 3º FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO, realizado em São Paulo, por Ruth Escobar.

Participou das peças “VAMOS JOGAR O JOGO DO JOGO”, “O ROBÔ BOBO DE BOBY”, de Volken Ludwing, “O OLHO AZUL DA FALECIDA”, de José Orton, “DE REPENTE NO VERÃO PASSADO”, de Tenesse Willians e em “TISTU, O MENINO DO POLEGAR VERDE”.

Em 1989 recebeu o Prêmio de Melhor Roteirista do Festival de Brasília, pelo filme “Mamãe Parabólica”.

No Ceará iniciou em 1993 seus trabalhos em vídeo com “SIMPLESMENTE ONEIDE”. Em 1994 fez o “MERGULHO”, sendo selecionado no Festival da Bahia.

Seu último trabalho foi “ONDE ESTÁS CORAÇÃO”, premiado como melhor vídeo de ficção no 11º RIO CINE FESTIVAL e no III FESTIVAL DE VIDEO DE TERESINA em 1995.
Vitimado de grave enfermidade, faleceu em Fortaleza (CE), em 14/10/1995.

Um comentário:

  1. Olá amigo(a, sou formado em História pela URCA - 2008, e me dedico ao estudo genealógico das nossas origens ( Ponta da Serra - Santa Fé - Monte Alverne e Dom Quintino), dentre elas, os Lima Verde.
    Tenho uma forte evidência de que o Correia Lima, do sítio Juá em Ponta da Serra, que foi gerado do casamento dos meus bisavòs paternos, João Paulino Correia e Vicença Maria da Conceição, traz o mesmo "lima" da família Lima Verde, da Fábrica.
    Sou avô paterno de Priscila, que é filha de Melissa Limaverde Cabral de Oliveira e Pmphilio José Correia Lima.
    Estive visitando este blog,onde fiz algumas anotações para serem incluidas nesse trabalho que estou realizando.
    Mantenho há algum tempo o http://blogdapontadaserra.blogspot.com
    Um forte abraço

    ResponderExcluir